29 janeiro 2009

... Mais do mesmo....

...A Matilde nunca foi uma bebé fácil para comer, no entanto, todos os dias que a vou buscar ao infantário a auxiliar, na qual eu acredito plenamente, diz-me que ela comeu muito bem.
Mas em casa, tirando, os dias de Sábado até 3ª. Feira, que ela comeu muito bem; é sempre um terror.
E então ontem foi demais. Fico mesmo desesperada. Depois de muito a avisar para parar com o que estava a fazer, porque ontem não quis a sopa e eu lá lhe tentei dar um suissinho, a senhorita estava a cuspir-me tudo e a sujar tudo e todos, dei-lhe uma sapatada nas mãos.
Olhem a Matilde ficou tão mas tão sentida comigo, que desatou a chorar num pranto aflitivo, que até lhe deu vómitos e ficou mesmo vermelhinha na cara de tanto chorar.
Fiz uma coisa que me arrependi logo no segundo seguinte, mas o facto dela não comer está a deixar-me nem sei explicar como, mas ao ver assim a minha menina tirei-a logo da cadeirinha de comer e agarrei-me a ela e enchi-a de beijos e prometi que nunca mais lhe dava nenhuma sapatada.
Acreditem que não lhe dei uma sapatada muito de força, foi mesmo uma sacudidela de “mosca”, mas acho que como fiz uma cara muito séria ela ficou sentida comigo.
Nunca quis que a Matilde tivesse medo, nem de mim nem de ninguém, queria apenas que ela sentisse respeito e que não abusasse. Mas ela ainda é muito pequenina e isso vamos-lhe incutir ao longo do tempo. Por isso, tenho que me mentalizar, que ela foi e continua a ser uma menina difícil na hora das refeições e vou deixar de fazer disso um bicho de 7 cabeças. Vou passar a dar-lhe mais amiúde coisas que ela gosta e tudo normalizará a seu tempo.
Esta noite e hoje de manhã não quis beber leite (acho que também está a ficar enjoada da papa láctea da Cerelac), por isso, de manhã dei-lhe meio iogurte e levou para o infantário o suissinho para comer a meio de manhã. Vamos lá ver como corre a fazer as coisas desta maneira. Contudo, na 3ª. Feira a Matilde tem a consulta do ano com o pediatra e eu vou-lhe perguntar o que ela me aconselha a fazer.
Se insisto com ela é porque tenho um medo terrível que ela adoeça e por mais que tente, acho que não estou a conseguir dar conta do recado, nem a ser uma boa mãe nesta parte tão importante para o desenvolvimento saudável da minha princesa. E isso realmente deixa-me mesmo angustiada…

1 comentário:

Angela disse...

Acho que todas as mães passam por essa angustia. Mesmo os bébés que comem bem, há uma época que são uns piscos.
Acho que tomaste a decisão certa, deixar andar por uns tempos.
A minha Ritinha tem fases, mas agora mesmo doente com viroses e coisas do género come o minimo. O meu pediatra ralha imenso comigo e diz-me que força-los a comer é estar a comprar uma briga desnecessária com eles.
Beijos grandes