29 julho 2011

Como vamos a Mangualde passar o fim de semana pode ser que dê para irmos ver a tão falada praia artificial. Acho que a Matilde ia gostar...

... Festa Final Ano...

E com o final do mês de Julho, acabou ontem a praia para a minha princesa com o infantário e hoje é a festa final ano lectivo.

Hoje fecha também um ciclo na vida da matilde. Para o próximo ano lectivo passará a frequentar a sala dos "grandes" como ela tão orgulhosamente diz.

Filhinha espero que te divirtas na tua festinha e que continues a Ser e a Fazer os teus Papás tão Felizes....
Sinopse: Era uma criança de seis anos insociável, violenta, perdida num mundo de raiva e sofrimento... até encontrar uma jovem e brilhante professora.
Esta é a história verídica e comovente da relação entre uma professora que ensina crianças com dificuldades mentais e emocionais e a sua aluna, Sheila, de seis anos, abandonada por uma mãe adolescente e que até então apenas conheceu um mundo onde foi severamente maltratada e abusada. Relatada pela própria professora, Torey Hayden, é uma história inspiradora, que nos mostra que só uma fé inabalável e um amor sem condições são capazes de chegar ao coração de uma criança aparentemente inacessível. Considerada uma ameaça que nenhum pai nem nenhum professor querem por perto de outras crianças, Sheila dá entrada na sala de Torey, onde ficam as crianças que não se integram noutro lugar. É o princípio de uma relação que irá gerar fortes laços de afecto entre ambas, e o início de uma batalha duramente travada para esta criança desabrochar para uma vida nova de descobertas e alegria. Desde a sua publicaçã o, em 1980, o livro já vendeu 8 500 000 exemplares no Reino Unido e foi traduzido em 27 línguas, tendo sido um bestseller em vários países.


A minha leitura de fim de semana. Como vamos para Mangualde hoje, a pequena vai andar toda entretida na sua piscina e eu vou apanhar um solzinho e ler. Assim estou à beira da minha pipoquinha e posso descansar...

... Leituras da Semana...

Sinopse:
Em Março de 2003, Donya al-Nahi viveu o pior e o mais inesperado pesadelo da sua vida quando o marido, de nacionalidade iraquiana, raptou os seus dois filhos mais novos e os levou para o Médio Oriente. Até então, Donya dedicara muitos anos da sua vida a ajudar mães que experimentavam esse mesmo drama, mas nunca imaginou que um dia o viria a sentir na própria pele. Depois de muitas viagens ao mundo árabe para resgatar os filhos de outras mulheres, Donya passou de organizadora a vítima, protagonizando uma busca heróica, que se prolongaria por oito dolorosas semanas, para reencontrar os seus próprios filhos. Uma narrativa dramática, que nos revela a confluência, tantas vezes tensa, dos valores ocidentais e muçulmanos, e que nos dá a dimensão exacta da determinação de uma mulher em recuperar os seus filhos.

Sinopse:

Quando o amor antes do casamento é sinónimo de morte.Souad tinha dezassete anos e estava apaixonada. Na sua aldeia da Cisjordânia, como em tantas outras, o amor antes do casamento era sinónimo de morte.

Tendo ficado grávida, um cunhado é encarregado de executar a sentença: regá-la com gasolina e chegar-lhe fogo.

Terrivelmente queimada, Souad sobrevive por milagre. No hospital, para onde a levam e onde se recusam a tratá-la, a própria mãe tenta assassiná-la.Hoje, muitos anos depois, Souad decide falar em nome das mulheres que, por motivos idênticos aos seus, ainda arriscam a vida.

Para o fazer, para contar ao mundo a barbaridade desta prática, ela corre diariamente sérios perigos, uma vez que o “atentado” à honra da sua família é um “crime” que ainda não prescreveu.Um testemunho comovente e aterrador, mas também um apelo contra o silêncio que cobre o sofrimento e a morte de milhares de mulheres.

Com mais de 350 mil exemplares já vendidos em França, Queimada Viva encontra-se traduzido em 24 línguas e é presença assídua nas listas de best-sellers um pouco por todo o mundo. Nos Estados Unidos, a Warner Books prepara-se para editar a versão americana.



Não estou de férias mas numa semana consegui ler estes dois livros que nos alertam para o lado negro desta vida.... Livros marcantes....

12 julho 2011

... Para Refletir...

"Fazei coisas belas, mas sobretudo tornai as vossas vidas lugares de beleza"


Papa Bento XVI, Maio 2010

... Hello Kitty...

A Titi é apaixonada pela Kitty e no outro Sábado demos-lhe esta T-Shirt

Neste Sábado foi a vez das sapatilhas, não são bem estas, mas são muito giras...


A Matilde adora tudo o que é da Kitty, e por isso, sempre que pudemos damos-lhes estes miminhos que a deixam tão FELIZ....

.. 1º. Dia de Praia....

Ontem foi o 1º. dia de praia da minha menina. Ela adorou, vinha eléctrica e tão mas tão Feliz.....

04 julho 2011

A Matilde no sábado estava na sala a ver televisão com o pai e saiu-se com esta:
- Pai quero um mano,

- O pai ficou tão entalado, que só lhe deu um beijo e não lhe disse mais nada. Mas ficou com o olhra tão triste.
Eu como estava na cozinha ouvi a conversa dos dois e fiquei triste e com um nó na garganta tão grande.
No entanto, quando o pai me chamou para ir à sala, porque a Matilde tinha coisa para me dizer tentei disfarçar o mais possível.
E então a minha menina virou-se para mim com um ar tão doce e perguntou-me:
-
Mãe posso ter um mano???
Eu fiquei a olhar para ela e de seguida para o papá porque não lhe posso explicar que este “fantasma” da infertilidade não me deixa concretizar-lhe esse sonho…
Desculpa Matilde, mas este teu desejo não vai passar de um sonho lindo de criança…. Um sonho que em tempos também foi o Meu….