22 abril 2009

Ontem, quando cheguei a casa e estava a preparar a sobremesa, a Matilde, não parava de dar gritinhos e de apontar para o que eu estava a fazer.
Não sei se era por ser vermelho, mas ela não parava. E por isso, contra tudo o que costumo fazer, dei-lhe um morango.
Deviam de ver a cara de satisfação dela a comer, o que é raro na pipoca, pois para ela comer é um sacrificio.
Estava cheia de medo que ela fizesse alergia, mas até ver não teve nenhuma reacção indesejada.
Por isso, acho que quando preparar morangos novamente, lhe vou dar mais uns quantos.
As análises que a Matildinha recolheu para despistar alergias, segundo o pediatra, vieram dento da normalidade. Mais uma boa notícia.

Leitura da Semana...

Sinopse

"Num dia…Com um gesto apenas…A vida de Mary mudou para sempre.Naquele que seria o dia mais decisivo da sua vida, Mary – filha de humildes pescadores da Cornualha – traçou o seu destino ao roubar um chapéu. O seu castigo: a forca. A sua única alternativa: recomeçar a vida no outro lado do mundo. Dividida entre o sonho de começar de novo e o terror de não sobreviver a tão dura viagem, Mary ruma à Austrália, à época uma colónia de condenados. O novo continente revela-se um enorme desafio onde tudo é desconhecido… como desconhecida é a assombrosa sensação de encontrar o grande amor da sua vida. Apaixonada, Mary vai bater-se pelos seus sonhos sem reservas ou hesitações. E a sua luta ficará para sempre inscrita na História. Inspirada por uma excepcional história verídica, Lesley Pearse – a rainha do romance inglês – apresenta-nos Mary Broad e, com ela, faz-nos embarcar numa montanha-russa de emoções únicas e inesquecíveis."

Ontem, li muito boas referências acerca deste livro, e como a maninha o tinha recebido de prenda, pedi-lho emprestado.
Hoje, à hora do meio-dia, vou começar a lê-lo.

Beijinhos,
Carla

1 comentário:

Maria Pereira disse...

Acho que fizeste bem em dar um moranguinho à tua menina e se ela não fez alergia, ainda melhor

Qto ao livro tb o quero ler e tou á espera que uma amiga minha o acabe para mo emprestar

beijocas